Apresentação

Tudo que tenho a lhe oferecer
São meus versos embriagados de desejo
Sobre um papel manchado
Nada de riqueza ou nobreza
Apenas meu poema, poesia
Que são meu grito de socorro sem voz.
.
Melhor que tudo que há na terra,
Melhor que tudo que há no céu.
.
E te ofereço minhas palavras
Que tropeçando umas nas outras
Exprimem meus anseios
Nada de conto de fadas
Nada de príncipe encantado
Sem castelo, sem promessas.
.
Apenas meus versos e mais nada,
Apenas meus amor e mais nada.
(João Diniz)
.
.
.

3 comentários:

ellen disse...

Ficou liindo!! Garoto dos olhos bonitos ^^

João Diniz disse...

Agradecido!

Gerlane Mesquita disse...

Uma humildade serena e um ser sofrido nos abraços da solidão.Reluz da alma.